23 de set de 2016

Vai Safadão!!!

Meu sapato precisa de conserto e agora?

Vivo num tempo em que Sapateiro está em extinção, assim como outros ofícios como Alfaiates, Costureiras, e etc.

Certas profissões estão deixando de existir porque vivemos a Geração de Descartáveis. 

Quebrou? Joga fora.

As roupas de hoje são feitas para durar pouco, pois para estarmos em frequência com a Moda, não podemos repetir o mesmo modelo de roupa, da mesma forma acontecem com móveis, carros e etc.
Até ai tudo bem, mas a coisa começa complicar quando a Geração Descartável emplaca nos Relacionamentos, nas Pessoas.

Aprendemos a confundir Preço com Valor.



Coisas tem Preço, Pessoas tem Valor.

Conhecemos uma Pessoa numa festa e já ficamos muitas vezes transamos sem sequer perguntar seu nome.

Quando muito evoluímos ficamos com essa Pessoa duas ou três vezes no máximo.

Quando partimos pro namoro, pois pensamos numa coisa mais séria na maioria das vezes.
Pra sermos práticos criamos uma nova categoria onde os Homens são denominados de “NAMORIDOS”, que seria uma fusão de Namorado + Marido. 

Digamos que seria um Namorado sem coragem de ser Marido, ou um “quase” Marido em estado Probatório.

Enfim, denominação a parte, mais uma vez pulamos etapas pensado que o mais fácil é sempre o melhor, e como se diz no BOPE: “Nunca Serão”.

Nos poucos relacionamentos que hoje existem, no primeiro sinal de Manutenção, voltamos pra Geração Descartável, como não vale a pena consertar, deixa-se Ele (a) e parte-se pra Outro (a).

Desaprendemos muita coisa.

Não conversamos, não dialogamos.

Não conhecemos muitas vezes nossa própria família, mas a novela da Globo ou a última música do “Safadão” é automático, mal lançou já estou cantando.

Nada contra as Novelas da Globo e nem contra o Mito Wesley Safadão, longe disso ambos tem seus méritos, quero mostrar aqui a prioridade diferentes que damos as coisas.



Quer ver uma coisa?

Qual a última vez que sua família sentou-se à mesa pra fazer uma refeição todos juntos e sem ligar a TV, Whatsapp, Facebook nos Celulares ou outra coisa parecida?

Qual a última vez que você sentou pra conversar com seu Filho (a)?

Qual a data da sua última Discussão de Relacionamento, a temível “DR”?

Como a Religião influi na sua vida?

Assim continuamos vivendo um mundo de estranhos que dividem o mesmo espaço.

A cada dia a confusão aumenta entre o conceito de CASA x LAR.

A TV cada dia mais toma espaços em nossas Casas, trazendo pra nossa vida influencias que nos tornam a cada dia mais alienados.



De acordo com o relatório anual do AD Council (www.adcouncil.org. - entidade americana pró-lar e família), publicado na revista Seleções (em inglês - junho de 1998), “50% dos lares americanos deixam a televisão ligada durante o jantar em família.”.

A Interação Social a cada dia torna-se raro, a Tecnologia que deveria juntar, aproximar as pessoas deu efeito colateral, nos empurra pra um Mundo Individualista, Egocêntrico.

Casais saem pra jantar e ao chegar ao Restaurante, antes mesmo de desejar “Boa Noite” perguntam:

“Qual a senha do Wi Fi”?

É duro meu nobre, status todos querem.

Todos querem apenas o Bônus, mas e o Ônus como fica?

A Expressão famosa: “São os ossos do ofício”, ninguém quer usar mais.

E ai como fica a coisa?

Enquanto isso não muda ou enquanto vivo na Tribo errada e não sai à procura de novas Tribos, pelo menos por enquanto torno público aqui meu mais novo Perfil:

“Relacionamento Sério Comigo mesmo, com meus defeitos, meus CDS, meus Livros e meus Escritos.”

Não que eu seja perfeito, possuo todos os defeitos que um Homem pode possuir, mas sempre acreditei que um Relacionamento é coisa Séria.

Ficar? 

Fiquei muuuuuuuuuuuuito e até fico se preciso for, mas confesso que um simples ficar já não me satisfaz como antes.

Claro que estou ficando mais velho a cada dia.

O Cabelo caiu, a barriga começa a dar sinal de vida (mais do que devia até), o vigor da juventude começa e dar “BUG”, mas o que faz valer a pena a Careca, as Rugas, o “Peso do Tempo” são as Lições Aprendidas.

E essas não aparecem pulando etapas, esquivando-se de obrigações.

Cada vez mais busco incorporar a filosofia: “Prefiro ser Feliz a ter Razão”.

Fácil nunca será, mas tem hora que vale a pena.

Não nasci pra generalizar os Descartáveis.

Pessoas, Sentimentos, Amizades, Amores, precisam, merecem e devem ser consertados no primeiro sinal de falha, vale a pena consertar um Amor Velho do que Jogar fora e tentar um Amor Novo.

Afinal Sentimento nunca sairá de moda, e aprendi recentemente com meu Amigo e Psicólogo Ricardo Barbosa que: "O Amor nunca morre, o que morre é a Vontade de Amar".

Sou da Geração que Homem Chora, se declara, Ama, e busca respeitar a Mulher.

Um Safadão nunca será referência pra mim, no trato com as Mulheres, de como se relacionar, a não ser como Mau Exemplo.

Como até um Relógio quebrado marca a hora certa duas vezes por dia.

A única coisa que admiro no Safadão é o seu Talento pra chegar ao Cachê que cobra hoje.

Lista dos Cachês pago no São João de Caruaru em 2016:

Wesley Safadão - R$ 575 mil
Luan Santana - R$ 325 mil
Bell Marques - R$ 280 mil
Aviões do Forró - R$ 250 mil
Elba Ramalho - R$ 190 mil
Matheus e Kauan - R$ 180 mil
Flávio José - R$ 100 mil
Margareth Menezes - R$ 95 mil
Banda Forró Anjo Azul - R$ 95 mil
Banda Desejo de Menina - R$ 90 mil
Gabriel Diniz - R$ 90 mil
Marcia Fellipe - R$ 85 mil
Banda Mastruz com Leite - R$ 85 mil
Jorge de Altinho - R$ 85 mil
Nando Cordel - R$ 80 mil
Paula Mattos - R$ 80 mil
Banda Magnificos - R$ 75 mil
Ademário Coelho - R$ 70 mil
Cavaleiros do Forró - R$ 70 mil
Gatinha Manhosa - R$ 60 mil
Banda Arreio de Ouro - R$ 60 mil
Banda Limão com Mel - R$ 65 mil
Banda Calango Aceso - R$ 65 mil
Santana O Cantador - R$ 65 mil
Luan Forró Estilizado - R$ 60 mil
Banda Solteirões do Forró - R$ 55 mil
Geraldinho Lins - R$ 50 mil
Petrucio Amorim - R$ 50 mil
Banda Brasas do Forró - R$ 45 mil
Maciel Melo - R$ 40 mil
Banda Iohannes e Forró do Imperador - R$ 40 mil
Banda Brucelose - R$ 35 mil
Novinho da Paraiba - R$ 35 mil
Azulão e Azulinho - R$ 25 mil
Banda Bichinha Arrumada - R$ 25 mil
Del Feliz - R$ 20 mil
Marcos Lessa - R$ 20 mil
Teatro de Mamulengos Mamuseba - R$ 18 mil
Valdir Santos - R$ 17 mil
Benil - R$ 15 mil
Banda Os 3 do Nordeste - R$ 15 mil
Os Gonzagas - R$ 15 mil
Silvério Pessoa - R$ 15 mil
Banda Forró do Firma - R$ 15 mil
Fulô de Mandacaru - R$ 12 mil
Quadrilha em Pernas de Pau (três apresentações) - R$ 12 mil
Dorgival Dantas - R$ 12 mil
Banda Pinga Fogo - R$ 12 mil
Banda Zé do Estado - R$ 10 mil
Banda Caru Forró - R$ 10 mil
Jailson Rossete - R$ 10 mil
Erisson Porto - R$ 10 mil
Fabiana Pimentinha - R$ 10 mil
Renilda Cardoso - R$ 10 mil
Lucas Costa - R$ 10 mil
Didi Caruaru - R$ 8 mil
Companhia Mambembe - R$ 7,7 mil
Berinho do Acordeon - R$ 7 mil
Banda Virados do Forró - R$ 6 mil
Banda Santa Dose - R$ 6 mil
Douglas Leon - R$ 5 mil
Coroné Cornélio e Carmosina - R$ 4 mil
Rosimar Lemos - R$ 4 mil
Kell Sales e Kleiton Mel - R$ 4 mil
Banda de Pífano Vitoriano Jovem - R$ 3,5 mil
Banda Amor.com - R$ 3 mil
Trio Café Com Leite (cinco apresentações) - R$ 3 mil
Trio Remelexo - R$ 2,4 mil
Trio Santa Rosa (quatro apresentações) - R$ 2,4 mil
Trio Baú dos 8 Baixos (quatro apresentações) - R$ 2,4 mil
Felipe Gonçalves - R$ 2 mil
Grupo de Dança Expressão Popular Flor e Barro (duas apresentações) - R$ 2 mil
Astúcia Skateboard - R$ 2 mil
Quadrilha Junina Arrasta-Pé - R$ 2 mil
Tony Maciel - R$ 2 mil
Trio Vai Hoje (três apresentações) - R$ 1,8 mil
Garotos do Forró - R$ 1,5 mil
Banda Dama do Rei - R$ 1,5 mil
Banda Viatura - R$ 1 mil
Banda Rasga Mortalha - R$ 1 mil
Banda Silent Revelation - R$ 1 mil
Banda 2º Turno - R$ 1 mil
Banda Mizera - R$ 1 mil
Daniel Olimpio - R$ 500 
Repentista Luciano Leonel - R$ 500
Declamador Jenerson Alves - R$ 300
Declamador Dorge Tabosa - R$ 200 


Se o tema da conversa for “Como cobrar um Cachê de um Show”, eu estufo a caixa dos peitos e grito em Alto e Bom Tom:


“Vai Safadão, Vai Safadão.”

Recife (PE), 23 de setembro de 2016.

Benízio Elias da Silva Filho – DUY

14 de ago de 2016

Carta de um Filho Órfão de Pai Vivo

Querido Papai,

Pra começar nossa conversa quero agradecer ao Senhor pela minha existência, pois nem essa carta teria sido possível se o Senhor não tivesse dado a semente que me gerou.

Hoje Dia dos Pais é o dia que mais me dói, não pelo fato de não poder dar-te um presente, e nem pelo Senhor ter me abandonado, não sei os motivos que levaram o Senhor a tomar esse caminho.

Dói Papai porque olho meus coleguinhas órfãos de Pai morto e sei que os mesmos sentem saudades, pois seu Pai hoje mora no Céu e a dor da Saudade é pulsante, causa banzo e chega a matar, mas ainda é menor que a minha, pois mesmo eu tendo Pai Vivo, não posso abraça-lo e sinto a dor do Abandono Afetivo.

Vivo andando e me perguntando:
Que culpa tenho eu por ter sido abandonado pelo Senhor?
Que se o crime que cometi foi nascer, e torna-lo Pai.
Onde muitos vivem rodando laboratórios de Reprodução Humana lutando incansavelmente para ter o direito de ser Pai, coisa que o Senhor ganhou de Papai do Céu e não enxerga essa presente.

Fico imaginando como seria seu cheiro?
Como seria tocar seu rosto?
Seu colo?
Que time o Senhor torce?

Sabe Papai às vezes faço uma presepada e no alto da minha inocência fico esperando uma voz masculina me dar uma Bronca, fico esperando o Senhor aparecer, que quando penso que o Senhor iria gritar, ouço uma voz feminina, Mamãe gritando e reclamando pela traquinagem.

Não sinto nenhuma mágoa pelo fato do Senhor ter me abandonado, guardo todos os dias, os abraços que nunca dei os beijos que nunca dei e rezo pra Papai do Céu que um dia o Senhor lembre-se de mim e venha ocupar seu lugar.

Sei que o Senhor tem Papai e Eu tenho Vovô, e essa é minha esperança, pois mesmo que eu não saiba o que é ter um Pai o Senhor sabendo bem, possa imaginar a dor que eu sinto e volte pro meus Braços.

Sei que o Senhor existe embora nem saiba como o Senhor é só ouço Mamãe falar que o Senhor é assim e assado, mas Mamãe não sabe o que sinto porque ela também tem Pai Presente e não consegue entender a dor que sinto.

Reconheço que meu Vovô tem dado muuuuuito, mas muuuuuito amor, e mesmo esse Amor todo que ele não mede esforços pra me fazer feliz, mesmo assim ele não entende a dor que sinto porque ele também teve seu Pai que viveu com ele e eu não.


Mesmo assim eu te Amo PAPAI e te desejo Feliz Dia dos Pais, pois o Senhor sabe o que é Amor de Pai porque recebeu do seu e eu não.


29 de dez de 2015

FELIZ ANO SIMPLES

Como sempre, diferente que sempre procurei ser fugindo das normalidades e padrões de desejos para um Ano Novo, lá vou eu:

Desejo a você mais Poesia em seus 365 dias.

Desejo o Simples, não “apenas” o Simples, mas o SIMPLES com toda sua força e sua beleza.

Lembra-se da nossa infância quando o Simples era o combustível que nos movia?

Éramos felizes.

No início não existia vídeo game, e brincávamos com embalagens de cigarro usadas, e éramos felizes.

Lata de Óleo de Cozinha era a matéria prima para construir os nossos próprios brinquedos, as famosas baratinhas e éramos felizes.

Nosso único compromisso era estudar, mas era diferente a Professora que hoje a agridem era uma pessoa amada que chamávamos de “Tia”.

Ao invés de insultos ou xingamentos felizes era aquele que dava um abraço em “Tia”.
Dávamos presentes no Dia do Professor e ganhávamos presentes na Páscoa, no Natal.

Não existia Conselho Tutelar e vocês acreditam que temíamos o “Quarto da Caveira” ou o “Livro Preto”, para que um aluno se enquadrasse bastava ameaçar a colocar seu nome no Livro Negro, quando se usava todas as alternativas e não tinham sucesso, ai sim vinha o último tiro: “Vou mandar lhe internar na FEBEM”, Ave Maria! Era o fim da picada.

Nosso ano não era divido em 12 meses nosso calendário sempre foi mais Simples vejam:
1.    Férias de Janeiro;
2.    Carnaval;
3.    Páscoa
4.    São João;
5.    Férias de Julho;
6.    Dia das Crianças
7.    Natal e Ano Novo

Pronto era assim que era formado o nosso ano.

Não existia Sky, Net, Claro TV, éramos felizes esperando as férias para assistir os filmes dos Trapalhões na “Sessão da Tarde”.


Nossos Heróis não eram do Big Brother, eram: MacGyver, Homem Aranha, Super Homem, Cavaleiros do Zodíacos, Comandos em Ação, Banana Joe, e etc.


Perna Longa, Liga da Justiça, Chaves, Chapolim, Jiraya, Jaspion, Punk, Corrida Maluca, Riquinho Rico, eram nossas companhias diárias.

Balão Mágico, Fofão, Xuxa, Mara, Angélica eram as autoridades que faziam as ordens da casa.

Confessem:
Quem nunca ficou na frente da TV praticando as aulas de Artes Marciais depois de cada Episódio de “Jiraya – O Sucessor de Todakury”???

Quem nunca se apaixonou ouvindo Polegar, Menudo???

Nossa MTV era o Clube do Bolinha ou a Discoteca do Chacrinha.

O tema de nossas conversas na hora do recreio era o episódio de “ISTO É INCRÍVEL” no Programa de Silvio Santos.

Ficava roxo de raiva ao ter que abandonar o Episódio de “Os Trapalhões” nos Domingos à noite para ir comprar cigarro pro meu Pai e quando voltava e olhava pra TV estava lá: 24 homens correndo atrás de uma Bola e do lado de cá os caras vibrando, confesso nunca entendi isso.

A meu ver “Os Trapalhões” eram apenas Didi, Dedé, Mussun & Zacarias, apenas 04 homens, mas traziam mais emoções do que aqueles caras todinho correndo atrás de uma Bola.

Enfim, não tínhamos lá essa Tecnologia toda até chegar o Atari, Nintendo ai meu amigo conheci a palavra “Viciado”.

Incrível como toda e qualquer moeda que tinha como endereço meu bolso era automaticamente destinado ao Dono do Vídeo Game para que pudéssemos comprar a famosa “Ficha” para jogar aquela partida.

Mas mesmo assim éramos felizes.

Hoje não entendo se estamos velhos ou o Mundo mudou, com nada de especial éramos felizes, hoje temos tanta tecnologia, tanta informação, tanta coisa e não nos satisfaz por completo.

Falta o “Simples”.

É isso que desejo a vocês nesse Ano Novo que se aproxima.
“O SIMPLES”

Só isso, busque as coisas Simples e verão como serão felizes.

Troque um passeio de Shopping por uma tarde na Praça com seus filhos.

Troque um momento de Iphone 6 por um Bom Livro e verás a diferença.

Troque as grifes, as etiquetas o luxo, por uma conversa após um almoço, por incrível que pareça: “almoce na mesa” como nos velhos tempos.

Depois do almoço conversem, puxem pelas estórias dos seus Pais, perguntem como era no tempo deles, como eles brincavam, paqueravam, viviam, vocês vão rir muito, e eles vão se sentir importantes, vão adorar.

Não tem Pais vivos, não tem problemas, acolha o primeiro idoso que passar pela rua e puxe conversa com ele, comece perguntando se ele conheceu “fulano de tal” e deixe por sua conta, ai a coisa flui.

Ame as Pessoas e não as coisas.

Admire a Natureza e toda sua simplicidade.

Já parou pra observar que numa Flor não existe tecnologia nenhuma, e tem coisa mais bela que uma flor?

Que 2016 seja simplesmente SIMPLES.
Amem
Riam
Chorem
Abracem
Namorem
Trabalhem
Estudem
Leiam
Leiam mais um Pouco.
Façam o Bem.

Feliz Ano Simples.



18 de dez de 2015

UM POUCO DO LEGADO DE 2015 ...


Então é Natal e o que você fez?

Confesso que essa música na voz de Simone em outra época soou como uma cobrança sem fim.

Confesso também que 2015 não foi um Ano dos melhores pra mim, mas foi um ano de reflexões, de escolhas, de amadurecimento.

Como Administrador de Empresas – não dos melhores – fazendo um Pequeno Balanço Patrimonial de 2015 observo que aprendi muito esse ano:

Aprendi por exemplo que sou apenas uma minúscula partícula no centro do Universo, apenas mais um, que independente das minhas escolhas, a vida continua seu curso e não perdoa os desperdícios;


Que somos donos de nossas palavras, mas não do que os outros entendem;

Que não há nada no mundo mais importante pra mim do que minha Família;

Que por mais duro que seja um Coração, por mais rude que seja um Homem, ele é de carne e osso, sofre, chora, ama, entretanto muitas vezes não sabe expressar isso, ou expressa de forma que não entendemos, mas fato é que todos nós temos emoções;

“Que nunca devemos desistir de um sonho, mais cedo ou mais tarde ele irá acontecer, não leve em conta as inúmeras opiniões contrárias tipo: “Não tem jeito”, “Não vai conseguir”,“Se conforme é assim mesmo.”;

Digo-lhes:

Não se conforme com aquilo que pode te fazer melhor, seja inconformado sempre. Nada é tão bom que não possa ser melhorado;

Ai você vai me perguntar: “E quanto ao ditado: se melhorar estraga?”.

Tá errado aprendi que “SE MELHORAR, MELHORA”;

Aprendi que o Relógio Espiritual é diferente do nosso, não é pelo Horário Oficial de Brasília, Londres ou etc. Eles têm um fuso horário próprio;

Não adianta reclamar, não ajuda. Gastamos mais energia reclamando das Provações do que no estudo que devemos fazer para entendê-las ou até mesmo vencê-las;

O Conhecimento impõe respeito, aliada a uma Comunicação clara, objetiva e precisa vence barreiras intransponíveis;

A União é sempre o caminho para resolver problemas que não sabemos ou não conseguimos vencer sozinhos, coloquemos aquilo que nos faz diferente de lado e usemos a União para o Foco no Bem Coletivo;

Que são os Doentes que precisam de Remédio e não os sãos. Aqueles que nos dão mais trabalho são justamente os que mais precisam de Amor;

Que Caridade não é dar um osso a um Cachorro, mas repartir com ele o Osso quando é a única coisa que temos;

Que nossas atitudes é o que nos define, diferente da marca de nossa calça, carro, celular e etc.;

Que o senso de Coletividade hoje é tão estranho que quando começamos a praticar, somos confundidos, acham que somos Candidatos a algum cargo;

Fazer o Bem pela Obrigação que temos de Cristão tá em extinção;

Que no Mundo Corrido e cada dia mais desumano: Dar Bom Dia é motivo de receber em troca um: “Procure o seu lugar”, mas nem por isso devemos deixar de dar Bom Dia;

Que nada no Mundo paga a sensação de fazermos o Bem;

Que o simples fato de Respirar, Acordar, Ter um Lar, as 03 Refeições, Ter Saúde, é razão para agradecer sempre, haja vista que milhões de Irmãos nossos lutam por esse Direito;

Que é nossa Obrigação Melhorar a Cada Dia, e que quando estamos próximo disso o Homem lá de Cima, nos Convida a retornar a verdadeira Vida, pois aqui estamos apenas Estudando, e convenhamos: Somos péssimos Alunos;

Que Crianças e Idosos são Criaturas com algo que não encontro em outros seres, parece que possuem um Amor contagiante, não precisa fazer e nem dizer nada, basta nos aproximar mesmo, que é acionado automaticamente o Botão do Amor. É incrível!;

Que quanto mais lemos, aprendemos, fica mais Difícil caminhar, mas vale a pena, pois as entrelinhas ficam mais claras, e a nossa sensibilidade nos faz pegar coisas no ar, num silêncio, num piscar de olhos, cruzar de braços, muito bom, não tem preço;

Que a experiência só virá com o Tempo, por isso que os Índios e os Orientais respeitam tanto os Idosos;

Que sou um Dependente de MÚSICA, CULTURA e AMIGOS;

Que possuo muitos AMIGOS, mas AMIGOS mesmo, não COLEGAS, e que no sofrimento é que descobrimos a diferenças de uma Categoria para Outra;

Que as Negativas de Deus é simplesmente o que precisamos para nossa caminhada, de imediato até não aceitamos ou não entendemos, mas com o Tempo as coisas ficam Claras;

Que a Doutrina Espírita é simplesmente meu Alicerce, Alimento e Condutor, que não existe pagamento que compense o que tenho aprendido com ela, exceto divulgá-la e passa-la adiante aos que ainda não conhecem;

Que os Livros continuam sendo os Melhores Professores;

Que aprendendo apenas o que listei, apesar de toda crise quer seja ela, financeira, ética, moral e etc., imaginem tenho muito que aprender ainda pela caminhada;

Pois que venham as Provações, estou aqui de Peito Aberto, esperando o Burilamento que necessito para cumprir minha missão.

P.S.: Caso não consigam aprender nada do que foi listado, não se preocupem eis uma Lição que resume todas em algumas frases, embora seja antiga é atualizadíssima:

E JESUS DISSE-LHE:
 AMARÁS O SENHOR TEU DEUS DE TODO O TEU CORAÇÃO, E DE TODA A TUA ALMA, E DE TODO O TEU PENSAMENTO.
ESTE É O PRIMEIRO E GRANDE MANDAMENTO.
E O SEGUNDO, SEMELHANTE A ESTE, É: AMARÁS O TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO.
DESTES DOIS MANDAMENTOS DEPENDEM TODA A LEI E OS PROFETAS.  MATEUS 22:37-40



João Alfredo (PE), 18 de dezembro de 2015.

Adm. Benízio Elias Filho (Duy)
CRA-PE 6872


10 de out de 2015

O Bom Velhinho completa Hoje 80 anos

Hoje quero homenagear um velhinho de 80 anos que aprendi a amar como ninguém.


Velhinho este que me acolheu em 1979, e cresci ouvindo suas histórias e histórias do seu povo, confesso que o abandonei em alguns momentos, mas foi por causas nobres.


Este nobre senhor é mestre na arte de me fazer feliz e chorar ao mesmo tempo.


Em sua casa nasceram grandes nomes e outros foram acolhidos por sua simpatia e hospitalidade que nunca irá esquecer:


As Famílias Holanda Cavalcanti, Alves do Rêgo, o Cel. José Ferreira da Silva, que foram os primeiros a cuidar desse velhinho quando ainda criança.


O Tempo passa mais a história fica como ficará para sempre os feitos e as marcas de:
• Monsenhor Jonas Menezes e Silva;
• Major Maia e sua Esposa Guerreira Maria Maia;
• Neco de Rosa e o Império Barbosa, como bem fala Cizo;
• O Mestre Alexandre ou Mestre da Música, Vino, Leriano ;
• Antônio Gonçalves, Luiz e Nelson do Acordeon, Daniel, e etc;
• Os Tenórios, Dalva, Sr Manoel Coelho e demais;
• O Imortal Manoel Vidal e os seus.
• Antônio de Rita e seu Cavalo Marinho, o Boi de Neneca, os Caboclinhos da Serra Verde, Lagoa Funda e etc;
• O Coco de Machado Cego, Nelson, Cravinho, e seu povo.
• O Sarapatel de Benízio no Açougue, quem nunca baixou lá depois das noitadas do Clube ?
• Dona Elvira, Dona Zizi, Daziza, Maria Ciriaco...
• Lolota, Doca, Aurélio, Ciço de Eulália, Adeildo Sodaldo, Nego;
• Sr Quim e seu Povo e sua inteligência;
• Severino Adrião e seu Clã de onde nasceram grandes frutos;
• Severino Chofer, Winton, Wylda Souza, Lame, Washigton, Severino Souza e etc;
• Zé Ferreira e seu Clã: Biu Ferreira, Antonino, Beto Ferreira, Stênio e etc;
• O Clã dos Cavalcanti: Severino Cavalcanti, Bernadete, Neves, Elzo e demais, Mozart que é referência, Hamilton, Libânia;
• Adjair (Didi), Zinho, Dilza e seus antepassados;
• Bide Santos, David, Dimas, Djair, Danilo;
• Mané de Veía, Borges, Zé Maria, Antônio Antonio Mariano e todo Clã Mariano;
• Jaime Lima;
• Dedeu, Dida, Dona Terezinha, Dona Zezé, Dona Herotides, Zé de Silva e etc;
• Comadre Jane, Biu de Zé Luís, Toinho do Doce, Biu Mocó, Mocó.
• Corá e seu filhos, dentre ele o que mais convivi Danda
• Boró e suas peripécias.
• Sr Dada e os seus
• Sr Biu Raul e derivados
• Os Divinos: Zé Divino, Luiz Divino, Cizino e etc.
• Dé de Titó e seus Japonês e sua fiel escudeira Lúcia
• Alonso, Calumbi, Zé Vieira
• O clã dos Falcão: Zeca , Antônio e outros
• Os Santos: Zito de Santo, Luis de Santo, Nem de Santo e demais;
• Sr Terto Cordeiro, Zé Cordeiro, Ezekiel Esekiel Francisco Cordeiro Kiel e demais frutos;
• O Sapateiro mais sábio e integro que a vida me deu: Antônio Clarinha e o Clã dos Andrade: Militão, Luiz Tatão, Lulinha;
• O Empreendedor mais arrojado e político que já conheci: Caju Elias, Claudia Xavier, Cris Xavier, Aldrin Carlquist e seus descendentes.
Sem contar nos agregados, permita-me chamar assim:
• Os Serritas: Zé Serrita, Evandro, Edla, Carmem Lúcia e etc.
• Biu de Paulo, Paulo da Ferragem, Pedro da Ferragem, Luciano Moura ...
• Zé da Lojinha, Biu da Lojinha, Zezé e etc
• Sr Joaquim, Dona Raudinha, China, Dona Rute, Patricia Andrade e etc.
• Sr Caé e sua Diplomacia, Equilíbrio e retidão.

 Enfim o espaço é pouco pra muita riqueza de gente, de história e contos e fatos interessantes, talvez eu precisasse de mais 80 anos para contar.


Às vezes passo e vejo ações que ferem esse nobre velhinho, vandalismo, agressões, sujeiras, tratemos bem nosso velhinho ele merece.


Hoje o que mais me dói é que alguns filhos seus que optaram pelo caminho do alcoolismo dormem pelas calçadas, mas como integrante do AA que sou, faço o que posso e provoco os que podem me ajudar como meu avô postiço Zé Cordeiro fiel escudeiro de combate ao alcoolismo, para juntos tratarmos bem desses filhos doentes, tenho tido muita ajuda da Equipe da Unidade Mista Joana Amélia Cavalcanti, leia-se Aguinaildo e Equipe, da Secretaria de Desenvolvimento Social, leia-se Rodrigo Vando e Fábia Cavalcanti (Binha de Elzo), juntos gerenciamos crises.


Muito feliz tive a notícia através da Secretaria de Saúde que estamos batalhando por um CAPS, vamos a luta pois a doença não espera.


Fico por aqui e mais uma vez apelo pelo Amor que possamos nos amar mais, e amar melhor a esse Senhor que nos trata tão bem e hoje completa 80 anos.


Cidade que nasceu elas mão guerreiras do Cel. José Ferreira da Silva e passeou por grandes homens como Severino Cavalcanti, Luiz de Sérgio, Dr. João Barros, Sebastião Mendes e hoje Maria Sebastiana.


Cidade que nasceu do Engenho de Cana de Açúcar, mas que com o passar do tempo descobriu sua vocação para a marcenaria, Sr. Biina foi um dos pioneiros, devemos muito a ele o fato de hoje sermos produtores de móveis.


Sonho um dia em que o Cidadão reconheça o poder de seu voto e escolha nomes que realmente de fato e de direito representem o nosso município, que tenham planos, que sejam imparciais, competentes e que saibam que político é um cargo eletivo e não uma profissão.


Enquanto tivermos votos trocados por sacos de cimento, teremos políticos incompetentes e descompromissados com a causa.


Avante e para o alto esse dia chegará, ai sim faremos jus ao nosso Hino que diz:
(...) Os teus filhos te querem, te amam
Te adoram com profundo ardor
Para o Alto teu nome proclamam
Salve terra teu nome é Amor (...)


Sr JOÃO ALFREDO arreceba na caixa dos peito o amor em palavras de um Camarada e Jovem Matuto Atrevido, Administrador de Empresas, Produtor Cultural, Cantor e Escritor, que roda o mundo com uma mochila nas costas pescando, garimpando e trazendo para ti toda vocação que ainda não possuis e buscando aprimorar o que já tens.


Parabéns Vila de Santa Luzia, Boa Vista ou João Alfredo.


Eu te amo.



Adm. Benízio Elias da Silva Filho
CRA-PE
Neto de Caju Elias e Antônio Clarinha
Filho de Benízio e Rilda.

25 de set de 2015

O Preço do Jeitinho Brasileiro

Embora minha formação seja Administração de Empresas e Marketing, sou apaixonado pelo Universo do Comportamento Humano.

As vezes chego a brincar falando que as duas profissões mais felizes são Médico Veterinário e Médico Legista pois ambos não tratam com "Homens Vivos".

Onde existe pessoas existem conflitos, e a gestão desses conflitos é o que nos faz crescer.

Atualmente estamos numa Crise Econômica e Crise de Valores onde a primeira é decorrente da segunda, embora a mídia mire todos as suas armas para a primeira pois até a própria mídia é causadora da Crise de Valores também,

Vejam o que diz o Filósofo e Pensador Leandro Karnal:

As pessoas gostam de dizer “não temos terremotos, não temos furações, não temos tufões”. E as pessoas mais cínicas dizem “já temos os políticos! Deus não quis aumentar o número de desgraças que o país teria,  e se deu ao Japão tufões e terremotos, a nós deu o senado e a Câmara dos Deputados”.
 Leandro Karnal na palestra O ódio no Brasil.

Se toda a crise estivesse só na Política era batata pra se resolver o caso.

Esquecemos que a Política é criada e praticada pelo Homem, que em dado momento passa adiante através de suas ações e hábitos coisas positivas e negativas.

A vida é cíclica, e como bem diz o Provérbio Chinês - salvo engano:
"A Semeadura é Livre mas a Colheita é Obrigatória"

Pois bem, é fato que nossa semente na criação do nosso País não foi lá das melhores, modificada geneticamente, pelo contrário, povoou "Pidorama" o que existia de pior nos Solos Europeus.

Já dizia o Imortal Nelson Rodrigues: "Toda Unanimidade é burra", dentre a banda podre será que não veio nada que se aproveitasse ?

Claro que sim, é que o Mal é muito melhor e mais fácil de vender.

Se é pra justificar o presente com o passado, pesquisemos o que de bom temos e nos agarremos nisso, no pior das hipóteses usemos a famosa RESILIÊNCIA.

Enfim, se quiser praticar o Bem, tem jeito porque quem quer faz e quem não quer arranja uma desculpa.

Fato é que a nossa semeadura foi em muitos casos a pior que poderíamos semear e agora estamos colhendo os nossos frutos, como muito bem nos aponta o Elogiável e Bravo Dr Sérgio Moro:

 “No âmbito das instituições públicas, é extremamente necessário, não só uma postura firme por parte das autoridades públicas contra a corrupção, mas também a postura dos juízes e mais reformas no nosso sistema de justiça criminal. Nosso sistema de justiça criminal, como eu disse, tem muito do italiano, e é extremamente moroso”, ressaltou o magistrado, que tem teses acadêmicas sobre a Operação Mãos Limpas, que combateu a máfia na Itália durante a década de 1990.

É muito fácil alegar que fui extorquido, difícil é assumir a cultura de corrupção que implantamos dentro de nossos lares.

Ensinando os nosso filhos a "colar ou filar" na prova quando não cumprimos o nosso dever de estudante.

Faço o País que sonho toda vez que saio de casa, não me conformo com o que vejo e não é esse País que quero deixar pros meus netos.

Estou com o Sr Dr. Sérgio Moro, não é prendendo apenas os Corruptos que vamos mudar nosso País é preciso REEDUCAR os CORRUPTORES.

Numa época de Crise até o Jeitinho Brasileiro ficou muito caro.

Propina parte de alguém para esconder a verdadeira incompetência e jogo de interesses.

Educação neles.